"Eu sei que sou neurótico"

Em um banco de praça, Luís me relata os últimos acontecimentos do seu relacionamento. Uma discussão boba sobre gasolina, lugar para jantar e, claro, sobre sair separadamente.

Coisas triviais, mas que em um relacionamento podem fazer toda a diferença.

-Eu ainda não sei como me sentir sobre isso. Confessa Luís.
-Casais não precisam sair sempre juntos. Pondero
-É, mas e se acontecer alguma coisa?
-Luís, você vai ter que confiar. Não da pra ter um bom relacionamento sem confiança.
-Eu sei que sou neurótico.
-Não brinca.

Alguém começou a alimentar pombos próximo ao banco no qual estávamos sentados e nós praticamente desaparecemos no meio de tantos pombos, saímos correndo de lá.

Longe da praça, já estamos livres de qualquer ameaça vinda de algum pombo e nos despedimos. Mais tarde, fiquei pensando sobre relacionamentos e suas neuroses.

Então mandei uma mensagem para o Luís dizendo "Você é neurótico, sem dúvida, converse sobre isso e tente resolver. Ninguém disse que ia ser fácil."

Leia também: Um meio termo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Filmes para quem está solteiro no dia dos namorados

Eu te desejo o bem

Sem medo