Bem Casados

Os domingos já não são mais os mesmos desde que você trouxe em seus ombros sua trouxa de roupas amarrada a um cabo de vassoura. Os raios solares entram por qualquer brecha que encontram e os passarinhos cantam janela a fora, nosso desjejum são beijos e abraços.


Vamos à feira e sua habilidade para compras me deixa boquiaberto, como sabe escolher todas as frutas e verduras e me deixa escolher o suco ao invés do refrigerante. De como corta todas as verduras que eu preciso para fazer torta de repolho, de como depois me ajuda a lavar as louças, eu ensaboou e você enxágua.

Depois do almoço toca no violão alguma música da Paula Fernandes pra mim, mesmo sabendo que eu não gosto e eu relevo. Meu riso é mais feliz quando estamos abraçados no sofá assistindo um programa bobo e achamos graça da mesma coisa.

E mesmo vindo só por alguns dias, na despedida, quando eu penso que vou passar um tempão sem te ver, você esquece suas chaves dando assim o pretexto perfeito para nos falarmos antes do que havíamos combinado. Não consigo imaginar imagem mais romântica do que a nossa lado a lado na pia lavando louças juntos.

Leita também: O tamanho do sapo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ben, filho do Ross de Friends, se forma na Universidade de NY

O Palhaço Fulermino

O preço da prostituição

Amizade virtual x Amizade real