Bom é ser criança

Quando criança, a Salada Mista era uma das melhores brincadeiras. Era mais ou menos assim: “Caiu no poço, quem te tirou? ”Meu bem” “Quem é teu bem?”, então apontava-se para os outros participantes perguntando "é esse?" até que finalmente se escolhia o alguém, o tal do "Meu bem".
Alguns anos se passaram e a escolha para esse "Meu bem" parece cada vez mais difícil. Ao invés do amigo escolhendo a dedo, a escolha fica a cargo de nós mesmos e é aí que a brincadeira fica séria. De quem a gente quer salada mista, ás vezes, a gente só consegue pera ou alguma fruta sem graça.

As tentativas frustradas de relacionamento se transformam num belo de um abacaxi. Bom mesmo é ser criança e não saber o que é abacaxi. Quando adultos, nossa salada mista parece só dar duas coisas: abacaxi e pepino.  

Com o passar dos anos a vida parece se resumir a isso. Talvez seja porque a maioria dos adultos tenha esquecido como é brincar, arriscar e não se importar com as adversidades. Aquela vida tão cheia de brincadeiras é substituída por uma vida cheia de neuras e responsabilidades. 

Melhor seria descobrir que aquela criança ainda está em algum cantinho dentro de nós e assim podermos aproveitar essa oportunidade e sair por ai brincando de ser feliz, não importa se faz chuva, se faz sol, qualquer tempo é palco para uma boa brincadeira. 

E se a procura pelo "Seu bem" continua, significa que  a brincadeira ainda não acabou. Até o final ainda restam muitas peras, uvas, maçãs... Mas chega de abacaxi, chega de pepino. A partir de agora só vale brincar de ser feliz e essa brincadeira não precisa acabar.

Leia também: Esperar, esperança...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Filmes para quem está solteiro no dia dos namorados

Eu te desejo o bem

Sem medo