Caindo na noite

Aos 24 anos, Luís já é um idoso no modo de pensar. Quando o convidei para a inauguração de uma nova boate, ele chegou a usar a expressão “Já está na hora mesmo de cair na noite”.Eu sabia que ele estava preocupado em encontrar seu ex lá, mas ele não comentou nada e achei melhor ficar na minha.Quando o táxi parou em frente ao lugar, vi uma expressão aflita no rosto dele.

_Faz tanto tempo que não saio. Disse Luís.
_Nós saímos mês passado.
_Mês passado eu ainda estava namorando. Lamentou.

Quando entramos, vimos muitos rostos conhecidos, mas Luís conseguiu relaxar. Ao falar com ele, as pessoas ainda faziam um olhar de pena. Depois de algum tempo, eu podia jurar que ele estava realmente se divertindo, foi então que a caminho do bar demos de cara com seu ex aos beijos com o novo namorado.


Luís congelou. Eu não sabia o que fazer. Ele virou de costas e seguimos na direção oposta ao casal apaixonado. Quando chegamos na área externa do lugar, eu ainda não sabia o que falar.

_Preciso sair daqui. Disse Luís aflito.

Pegamos o táxi. Quando o carro deu a partida, Luís começou a chorar desesperadamente. Eu passei o braço em torno do seu ombro e tentei confortá-lo. Fiquei preocupado quando ele não quis que eu dormisse na casa dele, mas ele disse que precisava ficar sozinho.

Em uma cidade como a nossa, essa cena seria inevitável, uma hora ou outra, mas não há nada que te prepare para isso. Estando tão infeliz com término, ao ver a felicidade do ex, Luís se sentiu ainda pior. Aquela noite realmente foi uma queda, Luís desabou.

Leia também: Os apps do amor

Comentários