Vida de solteiro

Desde pequeno, Luís sonhava em namorar, noivar, casar, ter filhos... Mas nada saiu conforme o planejado. As inúmeras tentativas de namorar nunca davam certo e parecia que não era para ser, então, depois de anos tentando, ele resolveu um dia parar de tentar e aproveitar o que tinha, foi aí que Luís descobriu a solteirice.


A partir daí, ele se sentiu independente e confiante para fazer qualquer coisa sozinho, sem ter que esperar ninguém para realizar suas vontades. Passado algum tempo de inúmeras saídas, inúmeros novos amigos, e sim de um pouco de solidão e carência, mas quem é inteiramente feliz?! Aparece uma pessoa que muda essa vontade tão grande de continuar solteiro, quando está com ela Luís não quer que o tempo passe, quer aproveitar todo segundo e não desgrudar dela.

Quando está longe, a solteirice vem seduzi-lo com todas as suas promessas de liberdade, de aventuras. É como se ele mesmo fizesse de tudo para sabotar seu próprio relacionamento, mas dessa vez era diferente, sua mente lhe dizia uma coisa, mas uma voz mais forte lhe dizia o oposto. 

Luís, indeciso, não sabe o que quer, então, dividido, ele adia essa decisão até onde pode. Depois, pensando novamente sobre isso,Luís se pergunta, não seria à hora de uma nova aventura? A pergunta soa aleatória.

Nesse momento Luís decide dar uma chance a aquela aventura da qual há muito tempo ele já havia desistido e dentro de si, confiante que agora seria o que tivesse que ser,Luís não precisa de alguém, ele quer alguém e é isso que faz a diferença nesse relacionamento em particular. Ficar com alguém por querer, pela pessoa em si e não por uma fantasia infantil de casamento e filhos.

Leia também: Problemas no paraíso

Comentários

  1. Luís eh o cara. Tu sabe que cada personagem que a gente cria tem um pouco da gente nele né?

    Seria Lucas Marreiros o Luís?... kkkkkk

    Parabens pelo post, adorei. =D

    ResponderExcluir

Postar um comentário