Perdoar? Talvez. Esquecer? Nunca?

Não importa o quanto você está feliz, o passado sempre volta, seja em uma doce lembrança ou em forma de arrependimento. Dizem que arrependimento é o passado estragando o presente. Quando o assunto é erro: De quem é a culpa? A culpa pode ser dividida, criando assim a tal, parcela de culpa?


O lema é perdoar, pelo menos é o que dizem, mas e esquecer é assim tão fácil? Em relacionamentos todos temos que fazer concessões, mas até que ponto vale à pena? Quando o negócio é “alguém tem que ceder” o relacionamento passa pra segundo plano e entra em campo a competição.

Uma conversa resolve tudo? A famosa D.R. (discutindo relação), tão evitada, é também tão eficaz? E quando a gente diz: “Está tudo bem, está tudo certo”, realmente está tudo bem? Tudo certo? Os problemas podem voltar ou eles morrem sem direito a missa de 7º dia? Existe em relacionamentos algo chamado morte súbita?

Talvez o melhor a fazer seja realmente perdoar e, talvez, esquecer não seja a melhor escolha, mas, definitivamente, não viver do passado é a melhor política. Relacionamentos jamais voltarão a ser do mesmo jeito de antes, ás vezes, isso é a melhor coisa que pode acontecer. Dê uma nova chance pra você, dê uma nova chance para os outros.

Leia também: Agora ou nunca

Comentários

  1. Ganhei um selo e te indiquei!!!
    Vá ao meu blog veja, e faça o mesmo que eu fiz...

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Às vezes, o melhor a se fazer é voltar e tentar fazer dar certo, às vezes é não continuar empurrando com a barriga.

    ResponderExcluir
  3. tudo isso é MAIS pura verdade.
    é tuudo muito lindo aqui!
    beeeijo *-*

    ResponderExcluir

Postar um comentário