Praga

Prédios belíssimos, esculturas espalhadas por todos os lados, pontes encantadoras e muita gente. Bem vindo a Praga, uma cidade que conquista pela beleza arquitetônica ímpar. A capital da República Tcheca, chamada por muitos de Paris do Leste, é uma das cidades mais belas da Europa.
Por Claudia Liechavicius
A cidade é interessante e apaixonante. É possível explorar a pé as ruas da cidade. A Ponte Carlos, é o principal cartão-postal de Praga e fica próxima ao Castelo de Praga. Além disso, fica em uma região central, mas ao mesmo tempo calma. Não tem muita confusão de turistas como do outro lado da ponte, em Staré Mesto, que vive abarrotada de gente.
Esse mar de gente quer ver a Cidade das Cem Torres, linda, romântica, formada por uma mescla de estilos arquitetônicos das mais variadas épocas da história que fez questão de se esconder dos bombardeios das Guerras Mundiais para continuar a se exibir intacta aos olhos do mundo.

É emocionante atravessar a Ponte Carlos, materializada no século XIV, nos dias de glória de Carlos IV, rei da Boemia, Morávia e do Sacro Império Romano. Nada menos do que 30 imagens barrocas de santos adornam os 16 arcos da ponte. É deslumbrante! Um verdadeiro museu a céu aberto.

A Ponte Carlos é um dos pontos mais visitados de Praga. Uma massa de turistas e moradores da cidade passa por ali diariamente. Ao longo do dia, o astral da ponte e suas cores mudam. É obrigatório circular de manhã cedo em seu momento de maior sossego, ao meio-dia quando fica lotada de turistas, vendedores e artistas, e à noite quando ela ganha uma iluminação suave e mágica.
Depois de atravessar a ponte, se chega ao coração da capital tcheca. A Cidade Velha. Esse é o bairro mais concorrido pelos turistas. Suas ruelas medievais são repletas de lojas, restaurantes e cafés.
O comércio vende os famosos cristais da Boêmia, especialmente, na Rua Carlos, e todo tipo de matrioshkas - herança do passado comunista e da dominação russa. Mas, não se deixe distrair com as vitrines, pois a beleza da Praça da Cidade Velha vale muito mais do que isso.
É ali que fica a antiga Prefeitura com a torre e o Relógio Astronômico, também é ali que está a estátua de Jan Hus (um pensador e reformador religioso que foi queimado vivo), o Palácio Goltz-Kinsky, a igreja Nossa Senhora de Tyn, a Casa do Unicórnio Dourado (por onde Mozart passou) e outras casas que iniciaram a ser edificadas no século X. Mil anos depois e a praça continua sendo o coração de Praga. Cheia de história e dona de uma beleza indescritível.

Um bom local para provar da culinária local é o U MODRÉ KACHNICKY, restaurante tradicional da cidade, cuja especialidade é o pato. Fantástico! Tem vários ambientes com poucas mesas, as salas são decoradas com móveis antigos super charmosos.
O idioma falado é o Tcheco, uma língua para lá de difícil. Para facilitar a comunicação as pessoas mais jovens falam inglês, mas os mais velhos não fazem muita questão de ser gentis. E para ler os nomes de ruas e placas com aqueles acentos circunflexos invertidos? Bem complicado. Poucos locais oferecem mapas em inglês.

Fonte: Viajar pelo mundo
Veja também: Luxemburgo em #Lugares

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Filmes para quem está solteiro no dia dos namorados

Eu te desejo o bem

Sem medo