Mães

-->
Se alguém me perguntasse qual o bicho, com todo respeito, mais curioso da face da Terra eu teria que responder “a mãe”. É impressionante desde o inicio, o laço criado durante nove meses habitando o mesmo corpo, não vou nem citar toda a dor e sacrifício que estão envolvidos nessa historia, uma historia de amor que é a mais bonita de todas, porque é um amor divino, é ser uma mulher e ser uma Deusa ao mesmo tempo, uma deusa capaz de dar vida. Então com o passar dos anos nós recebemos as mais diversas advertências, “não faça isso”, “não vá por ai” entre outras e não entendemos nada, mas por via das duvidas é melhor ouvir porque nada tem mais probabilidade de se tornar verdade do que a previsão de mãe, mas mãe também erra, mas merecem perdão sempre, por que se um filho erra, por pior que seja o erro, uma mãe perdoa. Muitas vezes suas ajudas, seus “empurrãozinhos” passam despercebidos sem um “obrigado” sequer. Muitas vezes nós nos esquecemos de dizer “eu te amo” quando elas sempre nos olham com tanto amor e rezam por nós e escolhem a nossa felicidade no lugar da delas se for preciso, não é à-toa que Maria se tornou santa, toda mãe é uma santa no fim das contas  é como diz o ditado “ser mãe é padecer no Paraíso”. Existe um dia para que toda mãe receba café da manhã na cama, ganhe flores, tenha um almoço especial, um dia especial e escute milhares de “eu te amo mãe” de todas as maneiras possíveis, escritos em camisetas, em canecas e até em um abraço apertado, um dia para compensar os outros dias em que elas se sacrificam gratuitamente nesse trabalho que pode não ter uma relação custo-benefício muito justa, mas que é o trabalho mais especial de todos.
Dedico esse texto, primeiramente, a minha mãe que está aniversariando hoje e também a todas as mães pelo dia das mães no domingo próximo.

Comentários

  1. Esse texto me lembrou que nunca escrevi um texto de amor ou agradecimento a minha mãe... =/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ben, filho do Ross de Friends, se forma na Universidade de NY

O Palhaço Fulermino

O preço da prostituição

Amizade virtual x Amizade real