467 vezes

A caminho do trabalho eu tive a impressão que minha camisa estava do avesso, que meu cabelo estava assanhado, que não tinha escovado meus dentes. Você já sentiu alguém te olhando?! Eu estava parado no sinal vermelho e senti esse olhar sobre mim, no começo eu não liguei mas eu senti essa certa insistência, olho pro lado e... 23ª paquerada no sinal vermelho essa ano. Mas podia ser que ela estivesse sorrindo de mim e não pra mim, e agora?! Eu não costumo me importar muito com o que os outros pensam só fiz isso 467 vezes na vida, achou muito?! Conta quantas vezes você se importa com o que os outros pensam em uma semana pra você ver. As pessoas como eu, como você, estou falando de gente tida como doida, tentam passar despercebida pela sociedade, nos somos um grupo de pessoas formadas por alunos medianos, por exemplo, aqueles que sentam no meio da sala que nem tiram notas baixas e bagunçam mas também não somos os melhores e temos bom comportamento, entende do que estou falando?!
_E ai dorminhoco? _O estagiário do escritório me diz em tom de brincadeira, eu sabia que algo estava errado comigo, devo estar com cara de sono e ter chegado atrasado.
_Dormiu bem ontem Mário?_Droga! Definitivamente é a cara de sono, olho no relógio, atraso não é, vou ao banheiro, lavo o rosto e vou pro meu escritório, no caminho passo pela Rebeca a estagiária que todo mundo quer pegar.
_Oi Mário _A Rebeca falando comigo?!_Ouvi dizer que você é bom de cama! Brincadeirinha, bobo, isso acontece com todos. _Mas que porra é essa que acontece com todos?! Quando eu entro no meu escritório dou logo de cara com o Igor com uma cara de pena, preocupação e revolta. Olha isso, me mostra um jornal e quando eu abro vejo uma foto da Verônica num canto e do lado o titulo: Ele é bom de cama, deita e dorme!
Depois de passar o dia todo dizendo pras pessoas que eu não era bom de cama, que dizer que eu não deitava e dormia, ah você sabe do que eu estou falando. Fui tomar alguma coisa depois desse dia longo e cheio. Já na 57ª eu me levanto e vou ao banheiro, na volta dou de cara com a colunista.
_Oi você nem me ligou_ Pra que? Pra agente sair de novo, transar e você dizer pra cidade toda que eu dormi. Sendo que eu só dormir durante o sexo 11 vezes e essa não foi uma delas.
_A coluna dessa semana foi entregue pro meu editor antes de te conhecer ou você acha que eu saí da sua casa, fui direto pro jornal, escrevi e foi publicado assim de uma hora pra outra?_Provavelmente o pessoal do escritório sabia disso e estavam me zoando um pouco.
Então eu entendi mais uma vez que não importa o que pensem de mim e sim o que eu penso de mim mesmo e não me importar com o que elas pensam se eu não dei motivo para isso. Minha vida toda eu sempre soube que deveria me acostumar com pessoas pensando coisas ao meu respeito e resolvi que não me importaria porque independente da minha condição um pouco diferente as pessoas pensam e falam de todas as outras pessoas e acaba sendo todo mundo hipócrita no final.
“A consciência e a reputação são duas coisas. A consciência é devida a você mesmo, a reputação é devida ao seu vizinho.” (Santo Agostinho)

Comentários

  1. Afff....nãm dá pena demais deste pobre...ow ke pesado!!kkk!!!=DD

    ResponderExcluir
  2. AUhuahuaha
    é ruim quando alguem olha e vc nem sabe o porque.

    FIco com raiva
    rs

    abraço

    ResponderExcluir
  3. Cara eu to a um tempão aguardando a continuação...visito o blog e me deparo apenas com esse título...continua ae a história rapaz!!!!


    http://catalepsiaprodutiva.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Filmes para quem está solteiro no dia dos namorados

Eu te desejo o bem

Âncora